MinC estimula universidades e institutos federais a desenvolverem planos de cultura

MinC estimula universidades e institutos federais a desenvolverem planos de cultura

Inscrições prorrogadas até 23 de março de 2015

O formulário de incrição deve ser preenchido e enviado, via Sedex, com toda a documentação solicitada no edital, para o endereço:
Ministério da Cultura (MinC)
Secretaria de Políticas Culturais (SPC)
Edital – Mais Cultura nas Universidades
Quadra 09, Lote C, Torre B, 10º andar – Edifício Parque Cidade Corporate
CEP: 70308.200 – Brasília (DF)

Marta Suplicy e representantes de secretarias do Ministério da Cultura e do Ministério da Educação lançaram edital que destinará R$ 20 milhões para universidades e institutos federais. (Foto de Elisabete Alves) Atualizado 19.12.2014

 

De 8 de outubro a 23 de março de 2015, universidades federais e institutos federais de educação, ciência e tecnologia poderão se inscrever no edital Mais Cultura nas Universidades, que destinará R$ 20 milhões para a realização de projetos que desenvolvam e fortaleçam a arte e cultura brasileiras, com ênfase na inclusão social e no respeito e reconhecimento da diversidade cultural. O programa, lançado nesta quarta-feira, é uma parceria entre os ministérios da Cultura (MinC) e da Educação (MEC). Cada instituição contemplada receberá entre R$ 500 mil e R$ 1,5 milhão.

 

“Este projeto vai enriquecer a vida cultural dos estudantes das universidades e institutos federais de educação”, destaca a ministra da Cultura, Marta Suplicy. “Vamos dar uma injeção para que vários projetos culturais possam ser realizados. E também a reforma dos equipamentos culturais, que normalmente são os mais sofridos dentro das universidades”, completa a ministra.

 

Para o secretário de Educação Superior do MEC, Paulo Speller, um dos diferenciais do edital é a possibilidade de as universidades e os institutos federais firmarem parceria entre si e com instituições, empresas ou pessoas físicas, como centros de ensino, universidades estaduais e municipais, gestores e produtores culturais, Pontos de Cultura, comunidades locais e tradicionais e movimentos sociais, entre outros. “Isso possibilita a apresentação de projetos mais robustos, que podem ser, inclusive, regionais”, afirma. 

 

O professor José da Costa Filho, vice-reitor da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) e representante da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), destacou a participação das universidades e institutos federais na elaboração do edital. “Nossas opiniões e sugestões foram muito bem acolhidas pelo MinC e pelo MEC”, ressalta. “Nossa expectativa é de que o projeto se amplie, amadureça e as universidades federais respondam com projetos fortes e animadores”, completa.

 

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s